sábado, fevereiro 16, 2008

60 Kms em familia


É verdade! E quem está de parabéns é a Catarina e o Diogo, que se portaram muito bem!

Hoje a família ia estar pelo Freixo. Daí que a Catarina lançou a ideia e alinhamos em ir lá ter de bicicleta para almoçar e regressar à Guarda a pedalar.

Às 10:00 eu, o meu primo Mané, o meu primo Diogo e a minha irmã Catarina arrancamos da Guarda com destino ao Freixo. Descemos ao Parque Urbano do Rio Diz, seguimos para o Bairro Nossa Senhora de Fátima e subimos à Sequeira.


Carvalhos ...


Diogo, Mané e Catarina.

Na Sequeira entrámos em terra, por um caminho que nos levou até ao João Bragal. Do João Bragal descemos às Casas da Ribeira e subimos à Ima. Como o pessoal estava bem, subimos ao marco geodésico Jarmelo. Aqui fizemos uma pequena paragem para apreciar as vistas e tirar uma fotografia junto às esculturas em ferro que ilustram o "Assassínio de Inês de Castro", que os mais desatentos que por ali passam julgam ser um presépio. Para quem quiser aprofundar o tema, pode pesquisar nomes como Pêro Coelho.


Deixando o João Bragal.


Pausa...


Zona de calçada romana.



Subindo para o marco Jarmelo.


Catarina.


Vistas desde o Jarmelo.

Catarina, Mané, Diogo e eu, juntamente com Inês de Castro e seus filhos, Pêro Coelho e D. Afonso IV.


Marco geodésico Jarmelo.

Paragem feita, continuámos pela calçada romana até aos arredores de Almeidinha. Muitos carvalhos, muito granito e eis que chegamos a Pinzio ....... em dia de feira. O caminho que trazíamos desemboca mesmo no largo da feira que tivemos de atravessar com as biclas à mão.


Pela calçada romana, deixando o Jarmelo.


Diogo.


Catarina, Mané e Diogo.


Catarina e Mané.


O Diogo a procurar forma de atravessar a feira.

Saímos de Pinzio e apanhámos o caminho que passa ao lado da A25 que desce até à Ribeira das Cabras. Esperava-nos aqui a subida mais acentuada e mais técnica da manhã, que só acabaria no Freixo.


Vistas ...


Ponte de Santo André, na Ribeira das Cabras.


Subida para o Freixo.


Catarina durante a subida.


Chegando ao Freixo.


Escola Primária do Freixo (desactivada)

No Freixo, já tínhamos o almoço à nossa espera. Que sorte a nossa, foi chegar, sentar e comer!
Lá se passou o tempo e para chegarmos à Guarda ainda com luz do dia, saimos um pouco depois das 15:00.


Deixando o Freixo.


Mané.


Catarina.


De novo, junto à Ribeira das Cabras.


No caminho ao lado da auto-estrada.

O regresso foi ligeiramente diferente. Quando estávamos a passar de novo em Pinzio, apanhamos o caminho de terra que acompanha a A25 até à Guarda.


Pastando ...


Entrando em mais uma zona de carvalhos.


A "parede" do dia.

Foi uma boa volta, que acabou por render 60 Kms e em que a Catarina e o Diogo estão sem duvida de parabéns, porque se portaram muito bem. Qualquer dia estamos vamos todos juntos a uma maratona ... :)


Diogo e Catarina já quase no fim da jornada.

3 comentários:

Catarina disse...

Pode-se dizer que foi uma grande maratona!
Bem... o regresso à Guarda foi, sem dúvida, o mais difícil para mim que quase não me aguentava... mas lá chegámos ao fim da etapa: cansados, mas com o dever cumprido, pois eu e o Di já há muito que esperávamos por esta voltinha.
Cada vez mais surpreendida com a tua resistência, agilidade e força...tua, do Mané e também do Diogo!!! Acima de tudo quem está de parabéns são mesmos vocês!! AHHHH e obrigada pela vossa paciência! Sim, porque alguns minutos se perderam a esperar aqui pela felizarda.
Bom, mas para a próxima cá estaremos, pois é para repetir!!!

Piluskita disse...

Grande passeata! ;)

Hernâni disse...

Muito fixe!! sempre a dar gáz:)
Parabens pela report e não parem.

abraço

Hernâni
www.cagareus.com