domingo, fevereiro 25, 2007

Sábado terra, domingo alcatrão ...

Este fim de semana em vez dos meus pais virem até à Guarda a minha irmã e a minha tia Elvira foram ter com eles a Côja.
Resumindo fiquei sozinho no fim de semana. Ontém, sábado foi dia de dar uma voltinha de BTT com a malta da Cova da Beira, domingo também pensei em pedalar. Foi então que me lembrei de ir almoçar com eles todos a Côja. Juntei assim o útil ao agradável: pedalava, não almoçava sozinho e almoçava comidinha da mamã com o meu pai, irmã e tia.

Às 8:00 estava a saír de casa na Guarda em direcção a Côja.

Para apanhar a estrada da beira no Porto da Carne, fui pelo Alvendre para depois descer pelo Sobral da Serra. Mas quando passava a ponte por cima do IP5 lembrei-me: "E se fosse já por aqui?". Como está fechado ao transito decidi ir mesmo por lá, desci pela ponte com a Lolita até ao alcatrão e aí vamos nós.

Apanhei em quase toda a viagem vento de frente, o que me fez chegar um bocado atrasado. Se quando fui a Fátima (com o Vicente, João Luís e Coelho) fizemos este percurso sempre com média a rondar os 25 Kms/h, desta vez andei sempre a rolar com média de 19 Km/h. Só mesmo depois de Oliveira do Hospital é que consegui fazer com que a média passa-se os 20 Kms/h.

O tempo esteve sempre nublado e de vez em quando lá apanhei com umas pingas, mas nada que não se suporta-se.

Quando já estava a chegar às Vendas de Galizes vejo um carro a fazer sinal de luzes. Era o meu pai e a minha irmã que vieram ao meu encontro. Foi aqui com esta força adicional que a média lá foi subindo.

Aqui ficam algumas fotos destes 111 Kms desde a porta de casa na Guarda até à porta de casa em Côja.


Descida do IP5 para o Porto da Carne.


Mais descida ...


Olhando para o vale do Rio Mondego.


Linhares da Beira: tantas boas recordações.


Lá ao cimo, Folgosinho.


Abastecimento de àgua em Seia.


Depois de alguma chuva.


Algures na N17.


A chegar a Oliveira do Hospital.


Paragem no Senhor das Almas para comer uma barrita.


Vendas de Galizes.


Encontro com o meu pai e com a minha irmã.


Fotografias que a Catrina tirou.


Côja: Ponte Dr. Fernando do Valle.


Côja: Caneiro.


Vista sobre Côja.


Côja: ponte velha.

Côja: Rio Alva.

2 comentários:

Luis Afonso disse...

Seu ganda maluco, depois do belo passeio do sábado, ainda fazes uma volta destas? Fisga-se!!!
Continuação de boas pedaladas rapaz.
Abraço!

A corrida mais louca do mundo... disse...

Maluco é favor...dassss és mas é doido! :))

111Km que grande pedalada.

Gostei do pormenor dos pneus de "pasteleira" ;) a Lolita ficou com um ar racing heheheh


Abraço.